sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Educação Professores da rede estadual fazeram passeata em Curitiba

Redação Bonde com Mariana Franco Ramos
 
Professores e funcionários da rede estadual de ensino fazeram uma passeata nesta quinta-feira (30), no centro de Curitiba, com destino ao Palácio Iguaçu.A mobilização aconteceu todos os anos, desde 1988, quando a Polícia Militar respondeu a um protesto de educadores com cavalos, cães, cassetetes e bombas de gás.
Segundo a APP Sindicato, neste ano o objetivo é também pressionar o governo a atender as reivindicações da categoria. "Se o governo não resolver o reajuste dos professores e funcionários e o plano de carreira, nós vamos entrar em estado de greve", afirmou a presidente da entidade, Marlei Fernandes de Carvalho.
Nesta quarta-feira, o governador Beto Richa (PSDB) sancionou o projeto de lei que garante reajuste salarial aos professores em duas parcelas, 6,66%, retroativo a julho deste ano, e 6,65%, a ser pago a partir de outubro. Somada à amortização da inflação de 5,1% concedida em maio, a proposta chega aos 19,55% prometidos pela administração estadual.
O governo ainda prometeu mais 3,54% para os funcionários (que é a diferença para o salário mínimo regional). No entanto, a APP defende 8,59% e pede ainda um novo plano de carreira para os funcionários, com promoções e progressões. "Manteremos o estado de alerta até cumprir todos os itens da pauta até dezembro. Inclusive já vamos fazer as manifestações sobre a hora-atividade", completou Marlei.
A APP Sindicato espera a adesão à mobilização em todo o Estado dos 74 mil professores e 28 mil funcionários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário