quinta-feira, 20 de junho de 2013

Abertura da Copa das Confederações em Brasília deixa prejuízo de R$ 19,8 milhões

Apesar de comemorar o resultado econômico da realização da abertura da Copa das Confederações em Brasília, com a vitória do Brasil sobre o Japão por três a zero no sábado (15) no estádio Mané Garrincha, o governo do Distrito Federal gastou praticamente o dobro do valor que o evento trouxe à cidade. De acordo com a Secretaria de Turismo do DF, a abertura do mundial de futebol injeta na economia da capital federal cerca de R$ 22 milhões com a "movimentação da rede produtiva", a maior parte na rede hoteleira. Já a abertura, nas contas do próprio governo, custou quase R$ 42 milhões aos cofres públicos.
Torcida acompanha a entrada de Brasil e Japão no Mané Garrincha: prejuízo
Os gastos do DF exclusivamente com a abertura da competição foram três: R$ 34 milhões em estruturas provisórias para a Fifa no Mané Garrincha e seu entorno, R$ 5 milhões com os shows e a transmissão da partida ao vivo na Esplanada dos Ministérios, e outros R$ 2,8 milhões em camarotes e pelo menos mil ingressos VIP para a estreia. Foram R$ 41,8 milhões no total.

Nenhum comentário:

Postar um comentário