quinta-feira, 19 de julho de 2012

Atlético-MG compra André e Kalil detona investidor

O Santos tinha demonstrado interesse em repatriar o atacante. A novela envolvendo a compra dos direitos federativos do atacante André pelo Atlético-MG chegou ao fim nesta quarta-feira com um final feliz para os torcedores do time mineiro, mas sem muitos motivos de alegria para a diretoria, que teve que usar seus próprios recursos para efetuar o pagamento para o Dínamo de Kiev, da O Atlético-MG contava que o pagamento seria feito pela DIS, braço de investimento no futebol do Grupo Sonda. Mas, de acordo com o presidente Alexandre Kalil, a empresa recuou na última hora, três meses depois de se comprometer com o investimento.
Por isso, a nota oficial em que o Atlético anuncia a compra de André se tornou muito mais um desabafo público de Kalil contra a DIS, chamada "pseudoinvestidores" pelo mandatário atleticano, que disse nunca ter se deparado com "tamanha falta de responsabilidade e compromisso."

"Desde que estive em Kiev para fechar o negócio, há mais de três meses, tive a garantia do grupo DIS/Sonda, que havia me procurado, de que os recursos seriam disponibilizados por este investidor. Desde então, nas várias reuniões que aconteceram, sempre tive a certeza de que o negócio estava sacramentado, tanto que um contrato foi assinado entre as partes", explicou Kalil, antes de começar a dispara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário